Em discurso de Ano-Novo, líder norte-coreano diz que mantém 'botão nuclear' na mesa, mas oferece diálogo


Discurso de Kim Jon-un trouxe ameaça e oferta de diálogo
BBC BRASIL
O líder norte-coreano Kim Jon-un manteve o tom de ameaça aos Estados Unidos em seu pronunciamento de Ano-Novo, ao dizer que sempre tem à mesa um "botão nuclear". Mas, no mesmo discurso, ele também se disse aberto ao "diálogo" com a Coreia do Sul.
No pronunciamento televisionado, ele voltou a dizer que a Coreia do Norte já tem tecnologia para atingir todo o território dos Estados Unidos com mísseis e que, por isso, Washington nunca começaria uma guerra.
"Essa é a realidade, não uma ameaça", afirmou.
Kim Jon-un destacou, porém, que só apertaria o botão nuclear, se a segurança da Coreia do Norte estivesse ameaçada e se disse disposto a conversar com a Coreia do Sul.
Ele informou, por exemplo, que considera enviar uma delegação de atletas para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que serão sediados no país vizinho, em fevereiro.
A Coreia do Sul sempre defende...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)