Refugiados em SP questionam ataque à Síria: 'Não muda'


Abdulbaset Jarour (Foto: Arquivo pessoal)
Refugiados sírios que vivem em São Paulo afirmam que não entendem o motivo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de bombardear uma base aérea do governo sírio e questionam a eficácia e a necessidade da medida. Homens e mulheres sírios que migraram para o Brasil desde 2014 dizem entender que o ataque mais prejudica do que ajuda o povo sírio e que os EUA, se quisessem mesmo ajudar a Síria, deveriam atuar em prol da retirada do presidente Bashar al-Assad do poder e colocar pela união e reconstrução do país árabe. Os Estados Unidos lançaram 59 mísseis Tomahawk contra uma base aérea na Síria na noite desta quinta (6), em resposta a um suposto ataque químico que teria matado mais de 80 pessoas nesta semana. O balanço de mortos no bombardeio ainda está indefinido, mas as agências internacionais falam entre quatro e nove vítimas. O ataque é a primeira ação direta dos EUA contra o presidente sír...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)