Como nove jovens e um cientista norueguês lançaram o 'melhor ataque' da Segunda Guerra


A missão contra os alemães teve como pano de fundo o parque nacional de Hardangervidda e o rigoroso inverno norueguês
Graham Lewis/BBC BRASIL
Diz a lenda que em Hardangervidda, um parque nacional localizado na região central da Noruega, a temperatura pode baixar tanto e tão rápido que as chamas de uma fogueira correm o risco de congelar.
Eles sabiam disso por se tratar de seu país natal, do qual tinham sido obrigados a fugir três anos antes, logo que os nazistas o ocuparam, em abril de 1940.
Sua missão era conseguir entrar no parque para, de dentro dele, atacar Vemork, na época a maior hidrelétrica do mundo, que não apenas estava localizada em um lugar remoto, mas que era praticamente uma fortaleza natural.
Construída à beira de um profundo desfiladeiro, conhecido como "a garganta inescalável", seu único acesso era por uma ponte suspensa, muito estreita, que naquela época estava constantemente patrulhada. As colinas que a rodeavam estav...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)