Empresa ligada a interino do Trabalho foi alvo de 22 ações


Empresa teve que idenizar funcionários em 8 ações
José Cruz/Agência Brasil - 17.01.2018
Uma empresa que foi ligada ao ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, a Fimatec Comércio e Representações, foi alvo de pelo menos 22 processos trabalhistas localizados na Justiça pela reportagem.
Em pelo menos oito ações, a empresa de empilhadeiras teve de indenizar os funcionários. Há reclamações de que a Fimatec não pagava adicional de insalubridade, hora extra, FGTS, férias e 13º salário.
Yomura foi o nome sugerido pelo PTB após o partido desistir de indicar a deputada Cristiane Brasil (RJ) para a Pasta. A posse de Cristiane, também alvo de ação trabalhista, foi suspensa por uma decisão do Supremo Tribunal Federal.
O processo mais recente envolvendo a Fimatec foi o de Carlos Ernani da Silva Vianna, movido em janeiro de 2015. O funcionário alegou que trabalhava das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira. Afirmou fazer duas horas extras d...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)