Crise na Venezuela: por que a polêmica nova posse de Maduro na Venezuela rende até ameaças


Maduro deu um ultimato ao Grupo de Lima, que teria 48 horas para reverter a decisão anunciada na sexta-feira e reconhecer seu governo
Getty Images
Nicolás Maduro assume nesta quinta-feira seu segundo mandato como presidente Venezuela para o período entre 2019 a 2025 - e é contestado dentro e fora do país.
Como tem se tornado frequente quando se trata de política no país latino-americano, o juramento de Maduro durante a posse está cercado de polêmicas.
Seus opositores e grande parte da comunidade internacional o acusam de ter se tornado um "governante de facto", que exerce o poder na prática, mas que não está respaldado oficialmente pela lei. Para os Estados Unidos, Maduro é um "ditador".
Veja também
Quem são os indígenas que se rebelaram contra o governo Maduro na Venezuela
4 dados que mostram o tamanho da epidemia de homicídios na Venezuela
Na última sexta-feira, o Grupo de Lima, que reúne países da região e que inclui Bras...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)