Boeing vence Airbus em corrida anual de encomendas de aeronaves


Por Tim Hepher
LONDRES (Reuters) - A Airbus perdeu em 2018 uma série de cinco anos consecutivos de liderança em encomendas de jatos de passageiros, registrando o menor nível de participação em seis anos em um mercado de 150 bilhões de dólares, mas reduzindo a distância que a separava da Boeing no quesito de entregas de aviões.
A companhia europeia afirmou que obteve 747 encomendas líquidas de aviões, queda de 33 por cento sobre 2017, apesar da importante contribuição do avião canadense A220, anteriormente controlado pela Bombardier. A Boeing venceu a corrida pela primeira vez desde 2012, registrando 893 encomendas.
A Airbus entregou 800 aviões, alta de 11 por cento sobre o ano anterior, incluindo 20 unidades do modelo A220, o que deixou a Boeing com o título de maior fabricante de aviões do mundo pelo sétimo ano consecutivo.
Apesar da Boeing não ter cumprido meta de entregas e a Airbus ter reduzido sua estimativa inicial por causa de prob...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)