Alerj rejeita pedido para barrar cassação de deputados presos


Nova reunião foi marcada para quinta-feira (29)
Jaqueline Suarez - 23/11/2017 - R7 Rio
O Conselho de Ética da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) decidiu, na tarde desta sexta-feira (23), por 4 votos a 0, rejeitar o relatório do deputado Marcos Muller (PHS), que pedia a suspensão do processo de investigação contra os deputados presos na Operação Cadeia Velha, no ano passado, até que o STF (Supremo Tribunal Federal) decidisse se as casas legislativas poderiam cassar mandatos. 
Os parlamentares alvo da ação são Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo, todos do MDB.
Na sessão de hoje, membros do conselho, presidido pelo deputado André Lanzaroni (MDB), criticaram o documento e também determinaram que seja eleito um novo relator para o processo. 
Uma nova reunião foi marcada para quinta-feira (29), às 12h. 
Veja também
Mulher de 43 anos é morta por bala perdida em operação da PM no Rio

>>> Veja o artigo completo (Fonte)