Crise fez investimento na saúde ficar abaixo do determinado, diz Pezão


O governador Luiz Fernando Pezão explicou o investimento abaixo do determinado. (Foto: Reprodução/ Twitter)
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), afirmou ao G1 que a crise financeira e os arrestos – quando a Justiça apreende bens de um devedor – foram a razão pela qual o governo não investiu os 12% dos recusos na Saúde, como determina a lei. Por isso, o Ministério Público do RJ pediu o afastamento de Pezão do cargo. "Tivemos R$ 8,6 bilhões de arrestos da Justiça e ficamos 46 dias sem acesso ao caixa do Estado por conta de determinação judicial. O governador em exercício, meu vice [Francisco Dornelles], precisou decretar estado de emergência", afirmou Pezão. Em 2016, o governo do RJ teria gasto apenas 10,42% do orçamento na Saúde, sendo o estado do país com o menor percentual de investimento na área.
Pedido de afastamento Na quinta-feira, o MP-RJ pediu que o governador deixe o cargo e que os direitos po...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)