Morre o professor José Angelo Rizzo, decano do ensino de Botânica em Goiás


O mestre era metódico, tão sistemático quanto a disciplina que ministrava, mas muito bem-humorado. Usava de fina ironia para provocar estudantes relapsos ou pouco atentos
Nilson Jaime
Ontem fui dormir pensando nas duas icônicas fotografias tiradas no ano de 1964, durante aulas de Botânica que o professor emérito da UFG José Ângelo Rizzo ministrara nos píncaros da Serra Dourada, como faria todo ano, nos próximos 40 anos.
As fotos constam do álbum Jubileu de Ouro 2017 — turma de formandos de 1967 — e nelas podem ser identificados alguns alunos daqueles tempos e, depois, professores, como Domingos Tiveron Filho e Carluce Gomes de Sá e Carvalho, além do eminente catedrático.
“Amanhã farei o texto” — pensei.
Estava com o venerando mestre na mente e no coração.
Fui surpreendido nesta manhã com a notícia de falecimento do emblemático docente dos cursos de Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Ambientais e Farmácia, dentre...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)