Aliados de Lula e petistas sondaram família de Palocci


Palocci está preso desde 26 de setembro de 2016
Suellen Lima/29.09.2016/FramePhoto/Folhapress
Desde a prisão de Antonio Palocci pela Operação Lava Jato, em setembro do ano passado, dirigentes do PT e interlocutores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva procuraram a família do ex-ministro em busca de informações sobre a possibilidade de ele fechar um acordo de delação premiada. Depois, tentaram descobrir se o ex-ministro estaria disposto a mudar de ideia de colaborar com a força-tarefa.
Segundo oito fontes próximas a Lula, PT e Palocci ouvidas pelo jornal "O Estado de S. Paulo", dirigentes do partido em Ribeirão Preto e líderes nacionais da legenda procuraram o pediatra Pedro Palocci, irmão mais velho do ex-ministro, atrás de informações sobre a delação.
Conforme essas fontes, a partir de maio, quando Palocci contratou um advogado especializado em delações, seu irmão deixou de receber os petistas, que interpretaram as negativas co...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)