Papa pede acolhida a refugiados em homilia da Missa do Galo


O Papa Francisco beija uma imagem do menino Jesus durante a Missa do Galo na Basílica de São Pedro, no Vaticano, no domingo (24) (Foto: Reuters/Tony Gentile)
O papa Francisco denunciou neste domingo (24) o drama dos refugiados no planeta, que frequentemente "são expulsos de suas terras" por dirigentes dispostos a "derramar sangue inocente", durante sua homilia de Natal, na qual fez um chamado "à caridade" e à "hospitalidade". O argentino Jorge Bergoglio, ele próprio neto de imigrantes italianos, faz do destino dos refugiados um dos temas fundamentais de seu pontificado, iniciado há quase cinco anos. Em sua tradicional homilia da Missa do Galo, na qual os católicos celebram a véspera do dia do nascimento de Jesus de Nazaré, o papa recordou que, naquela noite, segundo o Evangelho, Maria e José estavam em fuga devido a um decreto do imperador Herodes. "Nos passos de José e Maria, escondem-se tantos passos. Vemos as pegadas de famílias inteiras que hoje s...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)