'Dia da Fúria' por Jerusalém deixa 2 mortos e dezenas de feridos


Dezenas de palestinos ficaram feridos nesta sexta
Mohammed Salem/Reuters - 08.12.2017
Milhares de palestinos protestaram, dezenas ficaram feridas e ao menos dois morreram nos confrontos com tropas israelenses no "Dia da Fúria" contra o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como capital de Israel, e o presidente palestino afirmou que Washington não pode mais ser mediador da paz.
Nos mundos árabe e muçulmano, outros milhares de manifestantes foram às ruas nesta sexta-feira, dia sagrado para os muçulmanos, expressando solidariedade com os palestinos e revolta por Trump ter revertido uma tradição de décadas da política externa norte-americana.
Soldados israelenses mataram um palestino a tiros perto da fronteira de Gaza, a primeira morte confirmada em dois dias de tumultos. Uma segunda pessoa morreu mais tarde devido aos ferimentos, disse um funcionário do hospital de Gaza.
O Exército do Estado judeu disse qu...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)