A cada 2 dias, 7 policiais feridos são afastados do trabalho em SP


Os bandidos estão com armas mais pesadas
Mario Ângelo/SigmaPress/Estadão Conteúdo - 02.05.2015
Anderson Lino do Nascimento fez sinal para o policial na guarita. Estava voltando ao quartel após sete meses. Um acidente de moto a caminho do trabalho o obrigou a passar por duas cirurgias e mais de uma centena de sessões de fisioterapia, provocando seu afastamento. Acidentes com veículos — carros e motos — e atropelamento estão entre as principais causas de licenças médicas concedidas pela Polícia Militar aos seus agentes. Tiros e facadas também provocam dezenas de vítimas. De janeiro de 2015 a maio deste ano, a cada dois dias a corporação registrou o afastamento de sete policiais feridos no Estado de São Paulo, de folga ou no serviço.
A violência enfrentada pelos policiais militares fez com que a Diretoria de Saúde da PM mudasse o treinamento de médicos e dos policiais de batalhões e de unidades de elite. Eles passaram a receber instrução para atende...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)