O que mudou nas propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia Bolsonaro diz que não enviará propostas antes de discutir com o Congresso Haddad propõe reajuste do Bolsa Família e teto para o preço do botijão


Por G1 22/10/2018 08h22
Os dois candidatos à Presidência da República no segundo turno das eleições, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), abandonaram, alteraram ou desmentiram algumas das ideias de propostas de governo para a economia apresentadas por eles ou por seus representantes desde o início da campanha.
Algumas das visões sobre a economia foram desmentidas, enquanto outras propostas foram descartadas ou alteradas com a reformulação das estratégias de campanha no segundo turno. Confira abaixo, na ordem em que os candidatos aparecem na última pesquisa eleitoral:
JAIR BOLSONARO (PSL)
As promessas de Jair Bolsonaro
Veja as propostas de Paulo Guedes, assessor econômico da campanha
13º salário O que foi dito: Em setembro, o candidato a vice na chapa de Bolsonaro, general Hamilton Mourão, críticou o 13º salário e o abono de férias durante uma palestra na Câmara de Dirigentes Lojistas de Uruguaiana (RS). Na ocasião, Mou...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)