Criminosos arrombam porta e abrem buraco na parede para roubar creche em Samambaia

João Paulo Mariano
[email protected]

Uma creche na QS 404 de Samambaia Norte foi arrombada nesta madrugada e amarga um prejuízo de mais de R$ 14 mil, sem contar com o que vai ser gasto para o conserto da porta e parede estragadas. Para piorar, a direção da instituição não pôde fazer nem o boletim de ocorrência devido à paralisação de 72 horas da Polícia Civil, que começou na quarta-feira (21). Sem o procedimento, não é possível a realização da perícia no espaço.

Dessa forma, a diretora da Educar, Daniela Coelho Chaves, explica que não tem como fazer nenhuma obra para consertar o espaço, que pretende abrir normalmente na próxima segunda (26). “Estamos aguardando para ver o que é possível fazer. Não mexemos em nada. O que mais revolta é chegar na DP e não conseguir fazer a queixa. Quando chegamos na 26ª DP, nos avisaram que havia a greve”, afirma.

O Jornal de Brasília procurou a Polícia Civil para saber quando a perícia no local vai ser feita, para que as investigações comecem. Por nota, a informações recebida é que “só quem pode solicitar o exame pericial é a autoridade policial, após o registro da ocorrência”. Neste sábado (24), pela manhã, a diretora retornará à unidade policial para tentar fazer o boletim.

Prejuízos

A creche funciona há oito anos e, nesse tempo, esta foi a única vez que o local foi arrombado. Apesar disso, na semana passada, houve uma tentativa, sem sucesso. Para a diretora, os autores do roubo têm informações privilegiadas da instituição, já que as ações só começaram após o início das obras na estrutura do local. Com a reforma, as câmeras de segurança foram modificadas e muitas, temporariamente, desligadas.

Os assaltantes arrombaram uma porta de ferro, entraram no local e começaram a fazer uma devassa nos equipamentos eletrônicos. Depois, quebraram uma parede de gesso para chegar até a sala da diretoria e, em seguida, uma porta de vidro para para pegar mais aparelhos.

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Eles levaram quatro computadores – um deles comprado no ano passado -, quatro caixas de som, um projetor, entre outros pertences. A audácia dos assaltantes foi tão grande que até as notas fiscais da maioria dos aparelhos subtraídos foram levadas.

Para trazer mais segurança às crianças e aos pais, a diretora Daniela assegura que a vigilância, tanto física quanto com câmeras, será reforçada. A instituição recebe 150 crianças, do berçário à educação infantil. Hoje, cerca de 70 deles ficaram sem aula, apenas os bebês permaneceram no estabelecimento. Daniela garante que a PM foi chamada, porém não teria comparecido ao local. A corporação contesta a informação e diz que não houve chamado para o fato.

Greve da PCDF

Segundo o balanço do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-DF), apenas nos dois primeiros dias de paralisação, duas mil ocorrências deixaram de ser registradas nas 51 DPs do DF e cerca de 250 mil estão paralisadas devido ao movimento paredista.

Números (Sinpol/DF):

Serviços que não foram realizados: 2.000 registros de ocorrências 3.000 provas testemunhais 400 perícias IML, IC, II 800 identidades 11.000 mandando de prisão em aberto 1.000 mandados de busca e apreensão de adolescentes 840.000 crimes sob investigação 100 interceptações telefônicas

The post Criminosos arrombam porta e abrem buraco na parede para roubar creche em Samambaia appeared first on JBr..