Pra falar do (não tão) Novo Acordo


O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa já não precisaria mais ser chamado de “novo”. É claro que essa nomenclatura persiste em comparação ao anterior, que data de 1971. Você sabia?
Uma breve história dos Acordos Ortográficos
De antemão, note que a língua portuguesa que escrevemos e que falamos em ambiente mais monitorado é aprendida como uma segunda língua. A linguagem chamada de “materna” tem a ver com o que você desenvolve em ambiente familiar, sem cobranças, desde que seja compreendido. É algo natural.
Por isso mesmo, eu chamo isso de norma padronizada (alguém criou o padrão). Os Acordos Ortográficos nada mais são do que isso. Conforme o tempo vai passando e surge a necessidade de ajuste, nascem os acordos. Esse último levou em consideração uma reunião dos países que falam português para negociar uma padronização.
As resistências são normais
Não é difícil de entender as resistências que persistem às mudan...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)