França irá reagir se for provado que Síria cruzou "linha vermelha"


Macron e Trump concordam que houve uso de arma química
Reuters/07-04-18
O porta-voz do governo da França disse, nesta terça-feira (10), que Paris reagirá se for provado que as forças que apoiam o governo da Síria realizaram um ataque químico contra a cidade de Douma, em Ghouta Oriental, no final de semana.
A questão do uso de armas químicas na Síria é um tema espinhoso para o presidente francês, Emmanuel Macron. Ele alertou que o uso de tais armas para provocar mortes é uma "linha vermelha" que desencadeará uma ação de seu país, até mesmo unilateral.
Seus assessores disseram que uma resposta militar dependeria de a inteligência francesa provar tanto o uso de agentes químicos mortais quanto as mortes, e que uma reação provavelmente seria coordenada com os Estados Unidos.
"O presidente repetiu mais de uma vez que, se a linha vermelha for cruzada e se for estabelecido quem é o responsável, isso levará a uma resposta", disse Benjamin...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)