MPF em Goiás quer impedir vestibular de Medicina em Itumbiara


Órgão ministerial aponta que instituições dão cargo a processo seletivo sem concluir procedimento de autorização perante o MEC
O Ministério Público Federal (MPF) em Goiás ajuizou na última semana ação cautelar para tentar impedir a realização de vestibular do curso de Medicina em Itumbiara e de oferta do serviço educacional pelo Instituto de Administração e Gestão Educacional Ltda. e Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos (Imepac).
De acordo com apuração do MPF, a iminente operação do curso de bacharelado em Medicina ocorre de forma irregular, uma vez que ainda não se concluiu todo o procedimento de autorização do perante o Ministério da Educação (MEC).
Fora isso, constatou-se que o edital do processo seletivo para ingresso no curso contém irregularidades que violam a normas do MEC, como a ausência de prazo mínimo entre o lançamento do edital e a realização da seleção, bem como a regular comprovação de ato ...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)