Festival da Linguiça de Bragança Paulista atrai quase 50 mil pessoas

O pão com linguiça e a linguiça no churrasco são pratos que todos os brasileiros conhecem, mas você já provou temaki e churros de linguiça? Pensando em ir além do habitual, o 8° Festival da Linguiça de Bragança Paulista apresentou essas iguarias e atraiu um público de 40 mil pessoas entre os dias 6 e 9 de setembro.

Realizado em Bragança Paulista, município a 90 km de São Paulo, a Associação dos Produtores de Linguiça de Bragança Paulista exibiu cerca de 40 pratos: de frango, de porco, com macarrão, com temperos indianos, com queijos, frita, com pimentas, entre outros tipos.

De acordo com a associada e produtora Adriana Santos, o evento foi destinado “para a família passar dias agradáveis e voltar com gosto de quero mais no próximo ano”.

Festival da Linguiça em Bragança Paulista conta com mais de 40 pratos

Márcio Neves / R7 / 09.09.2018

O representante comercial Gilberto Soutto Mayor, de 64 anos, mora com a mulher em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, e estava em direção a Monte Verde, município turístico em Minas Gerais, para passar alguns dias. Ao ver uma placa com um anúncio do festival, decidiu parar. “Tem prato melhor do que linguiça com ovo? Não, né? Daí paramos para conhecer o local”, sorriu.

Mayor trabalhou mais de 30 anos em frigorífico. “Já ouvi falar da linguiça de Bragança e aqui estou experimentando o produto pela primeira vez”, conta. O representante comeu o churros de linguiça, ofertado pela empresa Linguiça Original. “Muito bom. Está, com certeza, aprovado”, disse.

Durante o festival, Gilberto Mayor experimentou churros de linguiça

Márcio Neves / R7 / 09.09.2018

O evento contou com diversos stands de produtores locais servindo linguiças com diferentes preparos e pratos. Questionada sobre opções mais leves e com menos gordura, a associada Adriana exemplifica pratos feitos à base de carnes magras. “É preciso e estamos adaptando o mercado aos diferentes paladares”, comentou.

A estudante Pietra Roberta de Souza Santos, de 13 anos, foi ao festival também pela primeira vez. Natural de Jacareí, no interior paulista, a adolescente experimentou o temaki de linguiça.

Para o preparo do prato, junta-se arroz comum, cream cheese, cebolinha, molho shoyu e a linguiça moída. Em seguida, enrola-se em nori (alga japonesa) e pronto, o temaki pode ser servido. “É diferente, não é comum, mas é muito gostoso”, comentou a estudante Pietra.

Além dos pratos tradicionais, produtores lançaram temaki de linguiça

Márcio Neves / R7 / 09.09.2018

Exportação

Atualmente, a associação conta com 55 produtores e, juntos, produzem em torno de 50 mil toneladas de linguiça por mês. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o setor de embutido cresceu 67,6% nos últimos dez anos e representa 42% do mercado cárneo do País.

Assim sendo, a produção da linguiça de Bragança Paulista pode alcançar mercados internacionais, prevê a Associação, isso porque a entidade está em busca da certificação do embutido, o que promete a exportação da mercadoria.

O projeto de lei da certificação de “Capital da Linguiça” foi aprovado na Comissão de Cultura e agora está nas mãos dos deputados que integram a Comissão da Justiça, na Câmara Federal, em Brasília — o próximo passo é ir para o Senado. Enquanto a associação não obtém o selo, festejam o produto. “Esperamos que seja aprovado logo”, disse a secretária de Desenvolvimento de Agronegócios, Gislene Bueno. “Estamos muito confiantes sobre o título."

Confira mais fotos do festival: