Famílias de vítimas de massacre no PA dizem que PM chegou atirando


MP do PA investiga a morte de 10 pessoas durante confronto entre a polícia e posseiros
Parentes de vítimas da chacina que resultou na morte de 10 pessoas em Pau D'arco, no sudeste do Pará, contestam a versão dos órgãos de segurança do estado de que os policiais reagiram a um ataque dos colonos: segundo os trabalhadores rurais, a polícia chegou na cena do crime atirando.
"Teve três sobreviventes do local, que conseguiram escapar, que contam essa mesma história: eles tavam acampados, tava debaixo de uma lona, quando a polícia chegou e já foi atirando em todo mundo, sem chance de defesa", disse um homem que pediu para não ser identificado. Nove homens e uma mulher morreram em um confronto com a polícia na fazenda Santa Lúcia, em Pau d'Arco, na quarta-feira (24). A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Segup) disse que os policiais foram recebidos à bala quando tentavam cumprir 16 mandados de prisão contra suspeitos do as...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)