Jornalista João Egydio Gamboa morre em Porto Alegre

Em dezembro, Gamboa foi homenageado com a medalha Alberto André pela Associação Riograndense de Imprensa Crédito: Reprodução / Facebook / CP

Em dezembro, Gamboa foi homenageado com a medalha Alberto André pela Associação Riograndense de Imprensa Crédito: Reprodução / Facebook / CP

Correio do Povo

O jornalista João Egydio Gamboa faleceu na noite dessa quarta-feira, aos 76 anos, em consequência de complicações pós-cirúrgicas, em Porto Alegre. Ele deixa a esposa Sara, as filhas Tatiana, Jeanne e Juanita e os netos Rodrigo, Pedro, Miguel, Carlos Eduardo, Francisco, Vicente e Joana. Natural de Santa Vitória do Palmar, o jornalista fez a faculdade de Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e um estágio na sucursal do Jornal do Brasil. Foi ainda revisor do Diário Oficial do Estado até ingressar no Jornal do Comércio em 25 de maio de 1970. Gamboa iniciou a carreira como repórter de Geral, passou por Esportes e Economia, onde cobria agropecuária. Em 1977 foi alçado à chefia de reportagem. Introduziu melhorias no 2º Caderno, como uma mesa redonda de especialistas para discutir temas econômicos, e no início dos anos 1980 se tornou secretário de redação. Nos últimos 20 anos, atuou como editor-assistente de Política do Jornal do Comércio, onde trabalhou até o ano passado. Em dezembro, Gamboa foi homenageado com a medalha Alberto André pela Associação Riograndense de Imprensa, como reconhecimento pela sua trajetória no jornalismo gaúcho. O velório será a partir das 9h desta sexta-feira na capela 8 do Cemitério Ecumênico João XXIII, na Capital. O enterro está previsto para as 20h.