Testemunha do caso Odebrecht se suicidou, diz promotor colombiano


Procurador afirmou que testemunha de caso Odebrecht ingeriu veneno
Reuters / Arquivo
O procurador-geral da Colômbia, Néstor Humberto Martínez, confirmou nesta quarta-feira (10) que Rafael Merchán, ex-secretário de Transparência da Presidência e testemunha no caso Odebrecht no país, se suicidou ao ingerir cianureto comprado em uma loja de produtos químicos de Bogotá.
Martínez citou as conclusões dos legistas que fizeram a autópsia do corpo de Merchán. No relatório, eles afirmam que o ex-secretário morreu de "intoxicação por ingestão de cianureto" e que o promotor encarregado pela investigação do caso decidiu arquivá-lo.
"Desta forma, o caso será fechado judicialmente e assim informamos na tarde de hoje, depois de uma reunião de cerca de duas horas, à família de Rafael Merchán", disse Martínez.
Veja também
Mortes de testemunhas rondam escândalo Odebrecht na Colômbia
Testemunha de caso Odebrecht é encontrada morta na Co...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)