PM é morto a tiros por policial civil na casa da ex-mulher em SP


O cabo da Polícia Militar Juliano Aparecido de Oliveira Macedo, de 38 anos, foi morto a tiros na madrugada de sexta-feira (29) na casa da ex-mulher, em Valparaíso, no interior de São Paulo.
O suspeito de ter praticado o crime é um policial civil, atual namorado da ex-mulher da vítima, que também é escrivã da Polícia Civil.
O cabo tinha ido até a casa da ex-mulher, com quem tem um filho, por volta de 1h30, quando teria acontecido um desentendimento com o policial civil. O PM não teria se conformado com a presença do investigador no local.
Segundo a versão da mulher, o PM teria discutido com o policial civil, levando o casal a se refugiar no banheiro. Macedo arrombou a porta e o investigador teria feito sete disparos. Os tiros atingiram o militar na cabeça e em outras partes do corpo. Levado inicialmente ao pronto-socorro de Valparaíso, o militar foi transferido para a Santa Casa de Araçatuba, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. O auto...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)