Amante é presa por sequestrar frentista e exigir carro de esposa para libertá-lo

Uma mulher foi presa pela Polícia Militar por sequestrar um frentista de 45 anos e exigir que a mulher deve, que está grávida, desse o carro dela, avaliado em R$ 62 mil, para soltá-lo. De acordo com a corporação, a suspeita seria amante da vítima.

O caso aconteceu nesta semana, em Santo André (SP). No momento em que a PM chegou ao cativeiro, o frentista estava com o rosto inchado por causa dos socos que recebeu de dois homens, que também foram presos.

Em depoimento, a amante, que trabalha em uma loja de conveniência de um posto de combustíveis próximo ao trabalho do frentista, afirmou que a vítima teria furtado R$ 25 mil da conta da mãe dela. A Polícia Civil, no entanto, ainda investiga essa denúncia.

Ainda segundo a sequestradora, ela só descobriu que o homem era casado ao perceber o desvio bancário da conta da mãe. O valor, de acordo com ela, foi depositado na conta da esposa do frentista. Antes disso, a mulher se considerava namorada da vítima.

Após descobrir que o homem a havia enganado, ela decidiu armar uma emboscada para ele e o convidou para visitá-la. Ao chegar no local, o rapaz foi abordado e agredido pelos dois suspeitos, que seriam namorado da filha e da sobrinha da suspeita. A dupla exigia que o homem devolvesse a quantia furtada.

Em seguida, o homem foi mantido refém na casa da amante por dois dias. Nesse período, ela foi até a casa da esposa da vítima e exigiu o veículo como ‘moeda de troca’ pela liberdade do frentista.

A esposa, de acordo com a PM, chegou a ir no cartório para passar o automóvel para a sequestradora. Aos prantos no local, ela foi abordada por policiais que suspeitaram da ação e descobriram o plano.

O trio detido será encaminhado à audiência de custódia para saber se responderão aos crimes presos ou em liberdade.

Saiba mais em Jornal de Brasília