Juiz dá prazo de 24 horas para corporação informar se bombeiro pode ser tratado em presídio


João Paulo Mariano
[email protected]
Hoje, o juiz da Vara de Auditoria Militar, Heraldo Silva Moreira, deu ao Comando do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) prazo de 24 horas para que informe sobre a possibilidade ou não de tratamento psiquiátrico para o integrante da corporação, o sargento Fabrício Marcos de Araújo, no 19º Batalhão, que fica no Complexo Penitenciário da Papuda, onde está detido. O militar foi preso na madrugada do último domingo (03), depois de ter furtado uma viatura do 8º Grupamento, em Ceilândia, e ser parado por policiais militares na Esplanada dos Ministérios.
Matérias relacionadas
Vídeo: Bombeiro furta viatura e é preso na Esplanada dos Ministérios
‘Vou atropelar todo mundo’, ameaçou o bombeiro por rádio de viatura levada de quartel
Defesa de bombeiro que furtou viatura alega estresse, enquanto testemunha aponta sinais de embriaguez
A defesa acredita que o pedido de informaçõe...


>>> Veja o artigo completo (Fonte)