PM tenta impedir roubo a banco e é morto; é o 132º do ano no RJ

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp
Morre o 132º policial militar em 2017, no Rio

Morre o 132º policial militar em 2017, no Rio

Um policial militar morreu na madrugada deste sábado (23) após confronto com uma quadrilha, na Rua Figueira de Melo, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio. O cabo Melqui Oliveira é o 132º policial morto no estado este ano.

Segundo o 4º Batalhão (São Cristóvão), responsável pela área, o policial se deparou com oito homens armados com fuzis em dois carros, nas proximidades de uma agência bancária. Eles pretendiam assaltar o local e chegaram a explodir a porta.

O policial abordou os assaltantes e foi morto com 15 tiros. A Divisão de Homicídios fez uma perícia no local.

Oito PMs mortos em dezembro

Com o falecimento do cabo Melqui Oliveira, o Estado do Rio de Janeiro contabiliza oito policiais militares mortos este mês.

Na quinta-feira (21), o policial militar Eduardo Caetano Neto morreu no Hospital da Praia Brava, em Angra dos Reis. Ele estava internado desde o dia 3, após levar três tiros na porta de uma boate em Paraty. O policial, de 37 anos, estava há nove anos na corporação.

Na quarta-feira (20), o sargento Marcelo Oliveira Diniz foi baleado em Anchieta. Ele chegou a dar entrada no Hospital Estadual Albert Schweitzer, mas não resistiu.

De acordo com a polícia, criminosos da Comunidade da Via Light efetuaram diversos disparos em direção aos policiais que tentavam recuperar um carro roubado em Anchieta, na Zona Norte do Rio, e um dos tiros acertou o tórax do sargento. O policial era lotado no 41º BPM Irajá.

Na madrugada de segunda-feira (18), o policial militar Fábio Alexandre Eufrásio foi morto ao fazer a abordagem a um veículo suspeito na Avenida dos Democráticos, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. O PM foi baleado na perna, no tórax, no braço e na cabeça. Foi levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, mas já chegou morto na unidade. Eufrásio tinha 18 anos de corporação, era casado e tinha seis filhos.

Mortes de PMS entre 1995 e 2017
São mais de 3 mil mortes registradas no período, em serviço e de folga
Fonte: Polícia Militar/Divulgação

O número de PMS assassinados no Rio entre 1995 e 2017, até este sábado (23), chegou a 3118. A média é de um policial morto a cada 64 horas, de acordo com dados da própria PM e levantamtento do G1 realizado em 2017.

Mais Artigos...