Bailarino brasileiro deixa o American Ballet após denúncia de assédio

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp
Bailarino brasileiro Marcelo Gomes Mourão  (Foto: Ísis Capistrano/G1 AM)

Bailarino brasileiro Marcelo Gomes Mourão (Foto: Ísis Capistrano/G1 AM)

Principal bailarino do American Ballet Theatre, de Nova York, o brasileiro Marcelo Gomes pediu demissão da companhia de ballet onde estava há duas décadas, em meio a uma investigação de um caso de assédio sexual que teria ocorrido há 8 anos.

O American Ballet Theatre divulgou nota na quinta-feira (21), informando que iniciou uma investigação independente depois de tomar conhecimento de uma alegação "muito perturbadora" sobre Gomes no último sábado (16). "A ABT não tolera o comportamento alegado", disse a companhia por e-mail, segundo a mídia local.

A companhia novaiorquina também informou que o suposto caso de assédio não envolveu membros ou ex-integrantes da empresa e não está relacionado com o trabalho de Gomes no American Ballet Theatre. "No meio da investigação, o Sr. Gomes apresentou sua demissão", afirmou o presidente da companhia, Andrew F. Barth.

O dançarino brasileiro se pronunciou sobre o assunto por meio de uma porta-voz. Em uma declaração, Lisa Linden afirmou que "este é um momento de reflexão para Marcelo, ele está grato e fortalecido pelo apoio que recebeu de familiares, amigos e colegas", segundo a agência Associated Press.

Segundo caso em NY

O pedido de demissão de Gomes ocorre menos de um mês após outra companhia de ballet novaiorquina, a New York City Ballet, divulgar que seu líder de longa data, o coreógrafo Peter Martins, foi afastado do cargo durante uma investigação de assédio sexual.

Com direito à casa lotada, o bailarino amazonense Marcelo Mourão Gomes se apresentou no Teatro Amazonas (Foto: Gabriel Machado/G1 AM)

Com direito à casa lotada, o bailarino amazonense Marcelo Mourão Gomes se apresentou no Teatro Amazonas (Foto: Gabriel Machado/G1 AM)

Marcelo Gomes

O bailarino brasileiro, de 38 anos, nasceu em Manaus (AM) e iniciou a carreira no Rio de Janeiro. Em 1997, aos 18 anos, foi convidado a integrar o corpo de ballet do ABT, e foi promovido a bailarino principal da companhia em 2002.

Ele estrelou "Sinatra Suite", da coreógrafa Twyla Tharp, e em seguida obteve licença da companhia para participar de diferentes projetos fora da empresa, como artista convidado do Kirov, da Rússia, e do Royal Ballet, no Reino Unido. Em 2013, estreou no Bolshoi.

Gomes participou de "The Car Man", de Matthew Bourne, e do "Lago dos Cisnes", e foi Carabosse em "A Bela Adormecida". Ele recebeu um Prêmio de Revista de Dança em 2015 e foi coreógrafo da campanha de TV "I Will What I Want", estrelada pela dançarina Misty Copeland.