Homem é morto pelo sobrinho por jogar baralho em casa, diz família

Vila Curuçá, região onde aconteceu o crime

Reprodução/Google Street View

O ajudante de serralheiro Rone Rodrigues Silva, 20 anos, foi preso neste sábado (9) suspeito de ter matado seu tio, o ajudante de motorista Jorge Manoel da Silva, 56 anos, na Vila Curuçá, zona leste de São Paulo. Os dois brigaram porque o sobrinho não teria gostado de ver o tio jogando baralho dentro da casa da irmã da vítima (mãe do suspeito).

Segundo a dona da casa, que presenciou o caso e prestou depoimento à Polícia Civil, Jorge estava jogando baralho com alguns amigos na sala da residência quando o jovem chegou e mostrou não ter gostado de ver a jogatina. Rone teria pego o baralho da mesa e arremessado no chão, o que irritou o tio.

Tio e sobrinho passaram a brigar e cada um pegou uma cadeira e jogaram uma contra a outra. Jorge então foi até a cozinha para pegar uma faca e um cabo de vassoura, enquanto Rone foi para sua casa (no andar de baixo) e voltou armado de outra faca.

A testemunha ainda disse à Polícia que o tio tentou golpear primeiro. O sobrinho teria conseguido desviar e, em resposta, acertou uma facada no abdômen da vítima.

O suspeito também prestou depoimento à Polícia Civil. Ele confessou o crime e disse que a confusão começou depois de ter falado que não iria jogar baralho com o tio e os amigos.

O caso foi registrado 67º DP (Vila Robru). Rone foi preso em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, e está custodiado na delegacia enquanto não é recolhido pela Justiça.