Ventos fortes dificultam trabalho dos bombeiros na Califórnia para fim de semana

Por Alex Dobuzinskis

VENTURA, EUA (Reuters) - Milhares de bombeiros tentavam se aproveitar dos ventos reduzidos nesta sexta-feira no combate de seis grandes incêndios florestais no sul da Califórnia, nos EUA, que têm atingido a região por cinco dias e destruiu pelo menos 500 estruturas.

Meteorologistas alertaram que os ventos, que têm soprado em direção ao oceano, iriam mudar de direção durante a tarde, colocando alguns dos 8,7 mil bombeiros na região litorânea sob o risco de ficarem presos.

Os grandes incêndios, além de vários menores, expulsaram 212 mil californianos das suas casas desde que começaram na segunda-feira. As chamas vão da área de San Diego pela costa do Pacífico até o condado de Santa Barbara e colocam bilhões de dólares em propriedades sob risco.

O presidente Donald Trump divulgou nesta sexta-feira uma declaração federal de emergência para a Califórnia, permitindo que o Departamento de Segurança Interna e a agência federal para emergências coordenem os esforços de ajuda.

O maior dos incêndios estava no condado de Ventura, a noroeste de Los Angeles. Ele queimou 53,4 mil hectares e destruiu 439 estruturas, segundo autoridades. Mais de 2.600 bombeiros de regiões como Portland, Oregon e Nevada realizaram progressos contra o fogo.