Primeiro-ministro iraquiano diz que extremistas foram "expulsos"

Primeiro-ministro falou que extremistas foram expulsos

REUTERS - 09.12.2017

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, disse no sábado (9) que as forças iraquianas expulsaram os últimos remanescentes do Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) do país, três anos depois que o grupo militante capturou cerca de um terço do território iraquiano.

As forças iraquianas recuperaram as últimas áreas ainda sob o controle de extremistas ao longo da fronteira com a Síria, a televisão estatal citou Abadi como dizendo uma conferência da mídia árabe em Bagdá.

Abadi posteriormente disse em um tuíte: "Nossas forças armadas heróicas agora garantiram todo a extensão da fronteira do Iraque com a Síria. Derrotamos o Daesh por meio da nossa unidade e sacrifício. Viva o Iraque e seu povo".